CORPOGRAFIAS EM DANÇA

Conheça nossas opções de frete

A autora associou o conceito de corpografias - que diz respeito às inscrições das experiências corporais na cidade - à improvisação em dança e o que utilizou como metodologia de pesquisa. Bailarinas da América do Sul e Europa foram convidadas a criar em espaços públicos de suas cidades, e os registros em vídeo foram analisados em função do desenvolvimento de uma linha de sentido entre a informação e a gestualidade, fundamentada na noção de Carne, do filósofo Maurice Merleau-Ponty. A investigação compreende a informação, o corpo, o gesto e o espaço de maneira articulada. O livro pode interessar especialmente a artistas e pesquisadores do campo da dança, na medida em que a autora elabora um recorte histórico da dança moderna e contemporânea, traça um percurso das abordagens somáticas, discute a ideia de improvisação e explora perspectivas teóricas fundamentais, como as de Rudolf Laban.