A QUESTÃO DO PAI E O ATO INFRACIONAL

Entregas para o CEP:
Meios de envio
  • Livraria e Editora Scriptum Rua Fernandes Tourinho, 99, Belo Horizonte (MG) - Atendimento de Segunda à Sexta das 9:00 às 20:00 e aos Sábados das 9:00 às 15:00
    Grátis

Autor: NOGUEIRA, CRISTINA SANDRA PINELLI

ISBN-13: 9788589044424
Idioma: Português
Encadernação: Brochura
Altura: 21 cm
Largura: 15 cm
Peso: 0,390 kg
Edição: 1ª
Ano de Lançamento: 2015
Número de páginas: 280

 

Sinopse:

Quando convocados a falar sobre o ato infracional, é muito comum que os adolescentes digam não saber o que ocorreu. À medida que vão falando, no acompanhamento, significantes sobre o pai vão surgindo: “Meu pai tem chegado bêbado, enche o saco de todo mundo, dá vontade de voltar para a rua”. De modo geral, eles falam do pai, ou daquele que poderia fazer um semblante paterno, como alguém que inspira violência, que os maltratou de maneira grave, gerando ódio e sentimento de impunidade. Não estabelecem uma relação entre o ato e as atitudes do pai, porém ela aparece, implícita e indiretamente, nas entrevistas de acompanhamento. Um exemplo disso é o que costumam dizer a respeito dos primeiros atos infracionais cometidos: declaram que são...