O GOLEM, BENJAMIN, BUBER E OUTROS JUSTOS

Entregas para o CEP:
Meios de envio
  • Livraria e Editora Scriptum Rua Fernandes Tourinho, 99, Belo Horizonte (MG) - Atendimento de Segunda à Sexta das 9:00 às 20:00 e aos Sábados das 9:00 às 15:00
    Grátis

Como pesquisador erudito, Gershom Scholem tem um lugar eminente entre os intérpretes modernos do judaísmo e do passado judaico. Mas o temário de suas obras de maior fôlego foi também objeto de discussões ocasionais ou particulares em ensaios e artigos, afora um sem-número de comunicações acadêmicas, que valem por sua contribuição específica e traduzem não só o domínio que o autor tem das matérias especializadas, como da cultura e dos problemas de nosso tempo. Atestam-no os trabalhos reunidos neste primeiro volume de Judaica I. Seu diálogo, sua crítica e, por vezes, sua polêmica (quase sempre...) com Walter Benjamin, e Martin Buber e Franz Rosenzweig, pensadores cruciais do homem de século XX, e com S.J. Agnon, fundador clássico da moderna ficção hebraica, consubstanciam-se em colocações não menos profundas do que o seu estudo sobre o Golem de Praga e de Rehovot ou os Trinta e Seis Justos, nem menos penetrantes e apaixonadas do que sua reflexão sobre as relações entre judeus e alemães após o Holocausto.