Ontologia do Acidente

R$46,00

Ontologia do acidente:
ensaio sobre a plasticidade destrutiva
Catherine Malabou

Tradução de Fernando Scheibe | Coleção anima | 72 pgs
14 x 20 | Impressão em cera sólida; costura e acabamento manuais

 

Em consequência de graves traumatismos, às vezes por um nada, a história do sujeito se bifurca e um personagem novo, sem precedente, coabita com o antigo. Um personagem irreconhecível, cujo presente não provém de nenhum passado, cujo futuro não tem porvir. Um monstro cuja aparição nenhuma anomalia genética permite explicar. Uma improvisação existencial. Dessa impossibilidade do retorno da identidade ferida a si mesma surge uma forma, nascida do acidente, nascida por acidente. O que é essa forma? Um rosto? Uma atitude? Um perfil psicológico? E que ontologia pode dar conta dela se a ontologia está desde sempre presa ao essencial e permanece cega à álea das transformações? Que história do ser pode explicar o poder plástico da destruição, da tendência explosiva da existência que ameaça secretamente cada um de nós? Prosseguindo sua reflexão sobre os choques psíquicos e cerebrais, Catherine Malabou nos convida a uma aventura filosófica e literária, em que Spinoza, Deleuze e Freud cruzam com Proust, Duras e Thomas Mann.