SEMINÁRIO 06 - O DESEJO E SUA INTERPRETAÇÃO

Meios de envio

Sempre acompanhando as publicações de Lacan na França, a Zahar lança agora o Livro 6 dos consagrados Seminários de Lacan- O desejo e sua interpretação. Sobre ele Jacques-Alain Miller diz- O que Lacan mostra? Que o desejo não é uma função biológica; que ele não é coordenado a um objeto natural; que seu objeto é fantasístico. ... Prega-nos peças, mas ao mesmo tempo, se não for reconhecido, fabrica sintoma. Numa análise, trata-se de interpretar, isto é, ler no sintoma a mensagem de desejo que ele encerra. ... Até pouco tempo, nossas bússolas, por mais diversas que fossem, apontavam, sem exceção, para o mesmo norte- o Pai. Acreditava-se que o patriarcado era uma invariante antropológica. Seu declínio se acelerou com a igualdade de condições, a intensificação do poder do capitalismo, o predomínio da técnica. Estamos em fase de saída da era do Pai. Outro discurso está em vias de suplantar o antigo. A inovação no lugar da tradição. Em vez da hierarquia, a rede. O atrativo do futuro prevalece sobre o peso do passado. O feminino alcança o viril. O Édipo não é a solução única do desejo, é apenas sua forma normalizada ... . Este Seminário anunciava ‘o remanejamento dos conformismos anteriormente instaurados, até mesmo seu esfacelamento’. Estamos envolvidos. Lacan fala de nós.